Vamos falar de coisas boas e da preservação da sua saúde mental

Um bom começo é lembrar que a epidemia do novo Coronavírus não é o primeiro desafio enfrentado no planeta Terra e que não estamos sozinhos.


O novo Coronavírus trouxe uma realidade inédita para os brasileiros, o isolamento social. Ficar em casa, sem encontrar os amigos, ou visitar os avós, sem ir ao trabalho, ao cinema ou a shows é uma medida considerada urgente e necessária pela saúde pública, para conter o pico da epidemia que atinge o Brasil e o mundo.

Nestes dias, o importante é cumprir as regras e cuidar para que a mudança temporária do comportamento social não abra espaço para pensamentos negativos crescerem, assim como a angústia. Para isso é importante saber organizar a rotina durante os dias em casa, cultivando e transmitindo para quem está próximo pensamentos responsáveis e otimistas.

Vivemos um cenário de excesso de notícias divulgadas, infelizmente nem sempre verdadeiras, precisamos saber a hora de parar de olhar para elas e procurar informações em fontes confiáveis com credibilidade. Uma boa dica é acompanhar as informações da OMS – Organização Mundial da Saúde, as notícias do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do seu município.

Ideias negativas, que trazem medo e muita apreensão são comparadas a gatilhos tóxicos que desencadeiam pensamentos que não são bons. Elas podem ser combatidas com a ideia de que todos estamos juntos.

Preparei algumas dicas importantes para vocês:

- Cuide do seu corpo. Ideias negativas, que trazem medo e muita apreensão são comparadas a gatilhos tóxicos que desencadeiam pensamentos que não são bons. Elas podem ser combatidas com a ideia de que todos estamos juntos.

- Pratique a resiliência. Olhe a situação de forma realista, sem pânico. Tente perceber o que pode aprender.

- Faça o que gosta. Cozinhe, ouça música, assista um filme, leia um bom livro.

- Aproveite e coloque as coisas pessoais em ordem. Quem sabe é hora de arrumar seu guarda-roupa, descartar o que não usa, doar objetos e roupas para aqueles que realmente precisam.

- Peça ajuda se precisar. Não deixe o isolamento te afetar. Todos estamos juntos! Ao se sentir ansioso peça ajuda (online) e você vai encontrar muitas pessoas que estão aptas e com muita vontade de ajudar os outros.

Por fim, aproveite a tecnologia. Ligue para seus familiares, faça chamadas de vídeo. Reúna os primos distantes com um vídeo conferência.

Este momento é passageiro. Precisamos estar conscientes que tudo isso que estamos passando é necessário e podemos usar para nos tornarmos seres humanos melhores.






Vanessa Gheno © 2018. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

ezgif.com-webp-to-png.png