Oxidantes orais para melasmas


Todos os dias a nossa pele sofre com os impactos da poluição, dos raios solares, do tempo e da nossa própria alimentação. Com isso, ocorrem os danos oxidativos, causados pelos radicais livres, como o surgimento de rugas, flacidez e manchas - melasmas.

Para prevenir os problemas como o melasma, há os antioxidantes orais, compostos por enzimas, vitaminas, minerais e outras substâncias que visam, justamente, evitar a ação dos radicais livres, diminuindo a pigmentação das manchas da pele.

Existem diferentes tipos de medicamentos, marcas e fórmulas que afirmam ser a solução para as manchas na pele. Afinal, em geral, antioxidantes orais prometem ações como:

● Reduzir a pigmentação da pele e, consequentemente, as manchas;

● Diminuir a perda e as alterações da elastina;

● Melhorar e estimular a produção de colágeno;

● Aumentar a elasticidade da pele;

● Prevenir o envelhecimento;

● Entre outros.

Todavia, mesmo com todos esses benefícios é importante que, antes de comprar e iniciar a ingestão desses medicamentos, se procure um acompanhamento médico. Afinal, é importante lembrar que sem essa orientação médica, é possível que o problema se agrave, por conta da possibilidade de alergias ou reações adversas aos medicamentos.

Assim, não deixe de procurar um especialista antes de ingerir os antioxidantes. Somente um dermatologista poderá realizar os exames necessários, investigar as causas e indicar o tratamento correto para esse problema que atinge tantas pessoas no mundo. Além disso, após a avaliação, o médico poderá sugerir a combinação do tratamento medicamentoso com as demais formas de tratamento, como peelings ou laser, por exemplo.

Deseja saber mais sobre as manchas na pele, como prevenir e tratar? Clique aqui e acesse o meu post especial sobre o assunto!


#melasma #tratamentomelasma #oxidante #antioxidantes #pele #tratamentoparaapele #dermatologia

Vanessa Gheno © 2018. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por

ezgif.com-webp-to-png.png